sábado, 14 de junho de 2014

Pensamentos Divergentes (nº 340) - In Sonso


Minha querida,
minha pequena menina
vem ser o sal na minha ferida,
a minha injecção de endorfina.
Torna-te o tempero da minha crueldade,
o granizo que refresca o meu copo de tempestade.

Estala.
Crack
Esfuma-te nas minhas mãos.
Lambe-me a 5 micro milímetros da superfície dos meus lábios.
quero-te o mais longe possível do que pode ser a nossa proximidade.

3 comentários:

I. disse...

eu gostei!

éme disse...

gostei (especialmente) da prosa deste pensamento divergente;
saúdinha-da-boa-e-keep-on-the-divergent-thinking, éme.

T disse...

Obrigado.

Sesguidores