quinta-feira, 12 de abril de 2012

Fazer parte do clube


"I don’t care to belong to any club that will have me as a member" - Julius Henry Marx

Na nossa "sabedoria" popular perpetuam-se muitas frases falsas mas fáceis de decorar. São tão corrosivas que mesmo depois de constantemente rejeitadas levamo-las para o caixão, incapazes de as apagar da memória. 
Uma delas é Quem não se ama não sabe amar o outro, que só pela simplicidade da afirmação se torna necessariamente numa falácia. Não é que a incapacidade de gostar de nós próprios nos impeça de gostar de outras pessoas, mas sim que a incapacidade de gostar de nós próprios nos possa impedir de deixar que os outros gostem de nós. E por isso é que se torna óbvio, só pela observação, que baixa auto-estima não é sinónimo de incapacidade ou incompetência em amar os outros - é simplesmente aquilo que é, uma dificuldade em gostar do próprio.

O que de facto acaba por acontecer é que quem não gosta de todo de si pode ter problemas específicos numa relação com um outro. Alguns procuram o amor e quando o alcançam logo o abandonam, pois pelo simples facto de um outro gostar deles esse outro perde valor por lhes dar aquilo que eles não consideram merecer. E é assim que uma pessoa passa uma vida procurando-se a si mesmo noutras pessoas, só para se encontrar e para se rejeitar de novo, só que desta vez de dentro para fora. Outros encontram a solução numa relação em que são tratados como lixo - como julgam merecer - encontrando por isso um equilíbrio numa relação que satisfaz o ódio que têm por si mesmos. Por último, uma minoria tem sorte e encontra alguém que lhes mostra, aos poucos, como é possível gostar de si mesmo. É raro, mas acontece.

Proponho portanto uma correcção (à primeira vista redundante mas infinitamente mais correcta) para a dita frase: Quem não se ama não sabe como se amar. E como quem não quer a coisa, no fim até podiamos juntar-lhe outra frase popular: Nunca é tarde para aprender.

4 comentários:

Alexandre M. Ferreira disse...

nunca tinha pensado nisso mas faz todo o sentido sim senhor.

Metacrítico disse...

Como diria o outro, «Porra, pá!» ;)

patrícia disse...

3 vivas pro T.

T disse...

Aaw chucks.

Sesguidores