sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Pensamentos Divergentes (nº236)


Sempre que a Joana aqui passa
dá-me uma arritmia que é uma desgraça
para acompanhar o ritmo de cada pé
que quando sobe lembra aquilo que não é

Anda com cada perna armada
dando tiros ao meu peito pela calada
ecoam brandos na recta correcção
que alivia o excesso no meu pobre coração

2 comentários:

Alexandre M. Ferreira disse...

agora põe uma música por baixo.

T disse...

É possível que ainda lhe faça isso, mas não é cá para este blog.

Sesguidores