quinta-feira, 16 de junho de 2011

Pensamentos Divergentes (nº186) - Canção de Desengate


por querer ser mais que teu ombro
acabei por ficar na tua mão
preso nas árvores do bocejo vazio em que iam parar todas as pedras perdidas, atiradas à água

e esse teu amor com sotaque a desinteresse
os beijos como quem afasta preguiçosamente uma mosca
eram tudo como eu queria ser e queria fazer sentir, vingando-me na cama entre arcos de desdem

só quando fodia as outras sentia que te podia foder a ti

1 comentários:

Isabella disse...

no geral gosto...
as duas primeiras frases ou versos... ADORO!

Sesguidores