sábado, 9 de janeiro de 2010

I wish I was special

.


Temos tendência em apaixonarmo-nos por pessoas que brilhem mais que nós. Ou que pelo menos nos pareçam ter uma luz mais intensa que a nossa. Procuramos, no fundo, banhar-nos no brilho que irradiam e porventura absorver alguma da sua vitalidade para nós próprios.

Queremos ser especiais.

E então, quando se extingue a novidade, o brilho sufoca-nos. Lembra-nos de todas as nossas incompetências, da nossa certeza sobre o nosso baixo valor.
O que antes nos alimentava com um fervor ébrio torna-se no espelho de tudo o que desejamos ser sem o conseguir. Torna o solo fecundo para o ressentimento.

Odiamo-nos por comparação.

3 comentários:

Sesguidores