segunda-feira, 13 de abril de 2009

Lista de coisas que eu devia mudar em mim, e razões pela quais não o faço

Peguei numa cerveja e decidi apontar isto. Pode ser que me ajude a pensar sobre o assunto, e traga algumas coisas à luz.
.
1 - Torno-me num monstro quando fico sem nicotina no sistema
Ontem passei quase 24 horas sem fumar e fiquei extremamente rabugento e desagradável. Praticamente tudo o que Ela fazia me irritava, deixando-me cheio de nervos. Quando finalmente desisti de resistir ao tabaco e fumei, fiquei mais calmo e de melhor humor.
Ora, podia deixar de fumar. Mas o problema não é eu ser viciado em nicotina, o problema é que gosto mesmo de fumar. Eu se passar 3 dias sem tabaco fico "limpo", mas passa-se algum tempo e pela companhia e/ou pelo ambiente (que geralmente envolve música) acabo por querer puxar de um cigarro. Mas geralmente é quando tenho maior stress na minha vida que preciso de fumar... foi por isso que há uns anos quebrei um "celibato" de 6 meses.
A solução seria: "menos stress = fumar menos = menos necessidade de fumar = mais saudável".
A merda é que eu sinto-me constantemente stressado. Por isso fumo. E como o fumar me acalma, também não desenvolvo outras formas de lidar com o stress, e caio neste ciclo vicioso.
Foda-se.
.
.
2 - Fico incapaz de funcionar se não beber café
Não vou deixar de beber café, foda-se. Não quero. Esta é uma droga que me vai acompanhar até aos meus últimos dias e pronto.
.
.
3 - Tenho demasiada necessidade de fazer coisas soberbas
O problema é que sou muito exigente comigo próprio. Deixo de fazer as coisas porque não correspondem ao meu nível de exigência. Além do mais, a falta de auto-estima faz com que eu ache que tudo o que eu faço é merda, e acabo por deprimir.
Como é que soluciono isto? Não sei, vou fazendo o que fiz sempre; tentar lutar contra isso. Se calhar não tenho é feito um trabalho tão bom quanto isso...
.
.
4 - Estou aqui a olhar para a cerveja...
Se calhar isto também é um problema. Devia deixar de usar o alcóol como uma ferramenta, um meio para atingir um fim.
Ah, foda-se, mas é tão mais fácil assim...
.
.
5 - Ser mais atento aos outros
Fico demasiado preso no meu mundo e nos meus próprios dramas existenciais. E depois consideram-me anti-social por estar constantemente distraido ou abatido.
Devia mesmo mudar isto, mas não sei como. E se calhar este blog só contribui para o problema.

4 comentários:

Ela disse...

1- Não negando que o teu stress poderá ser equiparável ao meu, existem pessoas que conseguem sobreviver sem nicotina. Arranja um passatempo para descarregares a energia. Resulta.

2- O café já vi que tem mesmo que ser. Ficas impossível sem ele. No entanto, mais uma vez, existem pessoas que conseguem estar bem sem cafeína.

3- És parvo.

4- Desde quando o fácil sabe melhor?

5- És parvo. Ás vezes tens mais dramas que uma mulher com SPM, mas considero-te uma pessoa bastante empática. Tens uma certa skill para perceber quando algo está mal. Por isso, és parvo.

Betsie Zombie (Vanessa) disse...

isso do cigarro acalmar uma pessoa é mito. tu é que pensas que isso acalma e acaba mesmo por acalmar. mas podes ter a certeza que o cigarro só stressa mais o organismo. há inúmeros estudos que assim o provam. é tudo psicológico.

o resto...estou na mesma situação xD hahahaha

Ostronauta disse...

café is love

Hugo de Oliveira disse...

Oh pa, partilho bastantes coisas contigo, mas algumas não dão mesmo pa mudar! x)

em relação à musica, fico sempre À espera que a onda de musicas estupidas passe, mas pelos vistos insistem em aparecer... -.-'


abraço

Sesguidores