quinta-feira, 14 de junho de 2012

Mulósculo


Perguntei à tua chaleira se tinhas outro amor. É que as chaleiras são as primeiras a cantar quando as coisas aquecem.

Quem me dera ter braços e olhos que chegassem para dar todo o carinho que alguém possa precisar. Fica e verás que eu outrora fui polvo, mas deceparam-me os membros enquanto navegava rente ao solo do mar.
Mas ainda seria capaz de tocar o banjo, sentado numa rocha da praia para te tentar encantar. Eu e as minhas unhas de desespero enquanto as ondas sugam o teu nome da areia.

Perguntei à tua chaleira se tinhas outro amor. Maldita a tua mania de beber chá gelado.

3 comentários:

maria joao moreira disse...

pergunta à almofada... ela saberá a resposta!

Anónimo disse...

"Perguntei à tua chaleira se tinhas outro amor. É que as chaleiras são as primeiras a cantar quando as coisas aquecem"... Fez-me sorrir. Encantador!

pedro disse...

gosto bem deste texto.

Sesguidores