sexta-feira, 23 de março de 2012

toca-e-foge


Está-se a esvair em sangue, caralho!
Ali, já ali e ninguém faz nada!
Atropelaram e foram-se logo embora como se não fosse nada
está ali a morrer a esperança e ninguém ajuda
está ali a morrer a vontade de viver e ninguém chama quem ajude
assassinaram-me o optimismo,
desbrotaram-me o cinismo da boca à porrada
e não tarda já nem eu acredito,
não tarda sou eu a dizer que não atropelaram coisa nenhuma
e que aquela merda nunca existiu.
Que era só uma ilusão e tudo que se foda.
Ajudem-na foda-se.
Ajudem-me a mim.
Ninguém devia ter de suplicar.
Vão-se embora
que não há nada a fazer
e o estúpido ainda sou eu.
Eu não quero abrir os olhos coisa nenhuma, foda-se!
Não deixem é que os olhos dela se fechem
que aí é que está tudo acabado.

Sesguidores