sábado, 24 de setembro de 2011

[prepotente adolescente]


Hoje encontrei um caderno com poemas e textos meus com mais de 10 anos. São tão mas tão maus que até dá dó e embaraço. Mas pronto, era um jovem adolescente. A merda é que ocorre-me que daqui por 10 anos sentirei o mesmo sobre o que escrevo agora e estou capaz de me atirar ali da ponte.

2 comentários:

Isabella disse...

Não te atires já!

Se sentes isso é porque de certa forma evoluiste a tua escrita e os teus pensamentos e modo de pensar.

Mau era não sentires isso agora, mau será não pensares isso daqui a 10 anos!

João Oliveira disse...

passa-se o mesmo quando leio os meus textos antigos, mas ainda assim não deixo de pensar "foda-se, escrevo mesmo bem".

Sesguidores