segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Homens ao volante

No carro com a minha namorada a arranjar um sítio para estacionar

Eu - Olha, acho que aqui dá.
Ela - Força.
Eu (a fazer a manobra) - Espera... fiz merda.
Ela - Estás a fazer o quê? Não precisas de fazer marcha atrás.
Eu - Espera.
Ela (pegando-me no volante) - Viras assim e depois assim.
Eu - Pára quieta, larga!
Ela (continuando)- Chegas um pouco mais para a frente e depois viras assim.
Eu - Pára com isso!
Ela - Tu és totó a conduzir, não tenho paciência. Já com o R é a mesma coisa.
Eu - Mas tu não podes fazer este tipo de coisas. Não percebes que os homens são criaturas com um ego muito frágil?
Ela (já saturada) - Pronto.

7 comentários:

murmuria disse...

A tua namorada devia ter um blog, é tão awesome :')

T disse...

Os blogs dela duram 2 meses. Geralmente quando descubro que ela tem um blog ela deixa de escrever nele. Não me admirava que ela tivesse outro blog agora e eu não soubesse de nada =P

patrícia disse...

Ahah, eu perco a paciencia mas mantenho-me na minha.

murmuria disse...

Pois, somos duas, então, haha. E ela sabe do teu?

T disse...

Sabe, para mal dos meus pecados.

Metacrítico disse...

Por que raios acaba sempre o meu nome por "vir à baila" nestas conversas?

...
E sempre na continuação de frases onde chamam alguém de totó.

Fantástico =P

Snow White disse...

Haha, este desenrolar de comentários está o máximo.

Sesguidores