quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Coisas Que Um Gajo Coiso (nº467)


Hoje, numa fila causada pelo trânsito de hora de ponta, apercebi-me que não me custa tanto ficar à espera numa fila desde que não seja o último dessa fila. O mesmo no supermercado ou em qualquer outra ocasião em que tenha de pacientemente esperar por outros indivíduos. Conforta-me ligeiramente ter alguém atrás de mim que está para todos os efeitos numa situação pior/mais atrasada.
Apercebi-me também que, como eu me sinto com as filas, é como muita gente se deve sentir com a vida. Custa-lhes menos desde que tenham alguém atrás deles que possa ver que eles estão numa posição melhor. São o tipo de pessoas que eu chamo de filhos da puta (o que é injusto para as prostitutas).
Descobri portanto que sou um bocado filho da puta. Mas pelo menos é só em filas.

6 comentários:

murmuria disse...

Resume-se tudo a uma palavra gira: Schandenfreude.

Let's face it, somos todos um bocadinho filhos da puta. Seja nas filas, seja quando nos rimos de alguém que se espalhou no chão :D

benjamim machado disse...

t, quando puderes, arranja o "o discurso do filho da puta" do alberto pimenta. está lá tudo explicado.

um abraço, feliz natal e bom ano (talvez vá à harmonia para a passagem).

T disse...

Murmuria: Eu até conheço o conceito de Schadenfreude, mas acho que não é só isso neste caso. Só se for um schadenfreude que implique ver o lado do outro.

Benjamim: Acabei de ler e acabaste de me estragar o natal.

Um abraço para ti também e um feliz natal para ti e para a cris (um dia escrevo-vos uma carta, já era para o ter feito mas sabes como é, filhas-da-putice).
((Na passagem de ano não sei onde estarei, mas não deverá ser no harmonia))

benjamim machado disse...

ficamos, então, à espera da carta.

feliz natal e boa passagem (embora me pareça que tenhas qualquer coisa contra a harmonia, mas não faz mal. na verdade, ainda não sabemos se vamos, porém temos muitas saudades de évora!).

um abraço

T disse...

Nada contra o Harmonia embora tenha de facto deixado de lá habitar nos últimos anos. É mais porque nas passagens de ano costumam-se combinar coisas em casas de amigos onde se bebe à vontade sem ter de pagar a taxi =P

Isabella disse...

maezinha... só escrevo isto porque sei que não vais ler...lol... somos todos uns grandes filhos da puta... não te surpreendas tanto.
Agradece seres filho da puta e tares numa fila, porque a mim o que mais me custa é quando tou a ser uma filha da puta e chega alguem a perguntar se a bicha é ali... já não basta sermos todos uns filhos da puta ainda temos de ser sujeitos ao facto de estarmos todos numa grande bicha!!!nem sei o que pensar de tudo isto

Sesguidores