quarta-feira, 30 de junho de 2010

Mais valia ter sido fraca

.
O Pedro Belmonte, que não me conhece de lado nenhum, pelos vistos conhece-me bem. Ver aqui.

Ainda porcima hoje não me posso enfrascar, foda-se.


Escondes a cara em palavras e rabiscos
e pouco mais do que isto te acolhe.
E por mais gente que na rua te olhe
ninguém te recolhe traços sem textos.
És infeliz por pretextos
e desistes do mundo sem fé.

Vives contigo mesmo dentro de uma caixa de música empoeirada,
de madeira velha e marcas de arranhões
das unhas que lá cravas por cada máscara.

Mascaras-te sem vida ou razões
e pedes esmola a um vazio que te preenche.

Mas és só tu contra o mundo
e este mundo não te vê.
Pedro Belmonte

13 comentários:

cristina disse...

ham?? mas é mesmo para ti??
incrível, levam estas a almas a dizer que "quem vê caras, não vê corações", que o que importa é o interior da pessoa, milhões de razões sustentam as paixões via messenger e outros entre pessoas que nunca na vida viram a cara um da outra... porquê tanta coisa à volta do teu anonimato? a ti não te aborrece?
(estive em évora a passar o fim de semana passado e confesso que olhei para 2 ou 3 caras a pensar se serias tu, ihihihih...)

T disse...

Se no fim não for para mim sentir-me-ei terrivelmente embaraçado, mas o barrete assentou-me bem.
Estás a insinuar que eu e o Pedro temos um romance via net? =P

O meu anonimato tem a ver com coisas minhas, um certo problema de exposição, por isso não me aborrece não. Aborrece-me é quando alguém que conheço me vem dizer que lê o meu blog.

Eventualmente uma dessas caras poderia ser minha. Basta procurares por um totó de óculos com um penteado estranho e que está sempre com um cigarro na boca.

mariana, a miserável disse...

desculpa mas a primeira frase é para mim :p

T disse...

Mariana, não nos vamos brigar. Tu já tens um poeta másculo para te dedicar coisas, agora é a minha vez de brilhar está bem?

Pedro Belmonte disse...

Épa eu próprio todos os dias fixo milhentas caras em Évora, á procura da tua. Se te assenta bem, não sei. Não sei até que ponto te escondes nas palavras. E se te assenta, eu e tu aparentemente somos iguais. Já há 1 ano que sigo o teu blogue e acredita que muitos dos teus textos me exprimem e por vezes, até me dão algum alento T.

Talvez um dia descortines o anonimato para mim :D

Enão Cristina, não temos um romance via net. Isto é só plena admiração pela pessoa e escritor que o T é (ou aparenta ser)

T disse...

Pedro: You totally wanna bang me. You want my nuts.

Agora a sério, sinto-me elogiado. Um abraço.

Pedro Belmonte disse...

Totally. Como o facebook disse de mim "93% homossexual"

Lisonjeado sinto-me eu por ter algum reconhecimento pelo que escrevo.

Hug

cristina disse...

ehehe não me fiz entender, não estava de todo a insinuar um caso amoroso entre vós, estava apenas a dizer que as pessoas estão sempre a dizer que a imagem da pessoa não interessa, e creio que essa consideração está na base de muitas relações néticas, eu apenas comparei o anonimato do T, ao anonimato entre as pessoas dessas relações, que demoram a conhecer-se pessoalmente...

e T, quando perguntei se te aborrecia o anonimato não queria dizer o anonimato em si (pois serás tu a sua fatalidade), mas sim o facto de muita gente dele falar...

cristina disse...

ah, se calhar não te reconheci porque não me lembrei que terias o cigarro na boca.. ehehehe

T disse...

Cristina: Ainda não dei por muita gente falar do meu anonimato, mas talvez.

mariana, a miserável disse...

sim eu sou a musa do sacana e sou muito feliz com isso <3
e não te esqueças que a menina limão também me adora..
só que a primeira frase deste texto cabe-me bem..mas pode ficar para ti

T disse...

Mariana, é impressão minha ou andas a medir pilas comigo para ver quem ganha? =P

Ok, partilhamos a frase pode ser?

Pedro Belmonte disse...

E que tal, sendo a frase de minha autoria, eu poder tomar parte da decisão han? =P

Sesguidores