quinta-feira, 8 de abril de 2010

Pensamentos Divergentes (nº144)

.
Segundo o que tu despes, já ninguém se ama
mas diz-me meu amor se ele é melhor que eu na cama
Também te agarras aos lençóis
ou mordes a almofada
vens-te com ele como com mais nada
As coisas que vocês fazem, fazias comigo
ou será que gostas mais dele abaixo do umbigo

Ele dá-te prazer
faz-te gemer
e entretanto ficamos todos a morrer

Meu mal-me-quer
o coração fala-me em megafone
que a força nos pulsos é toda desta fome
Diz-me em segredo que quer que eu os ouça
e se lhes obedecesse arrancava-te as pétalas à força
E o resultado seria sempre igual
somos todos o mesmo animal

3 comentários:

Felizardo disse...

Todos os dias vejo o que escreves, mas este texto.. tive que deixar um comentário a dizer que está muito bom!!!

fdx.. demais!

Gui disse...

Diria que mordaz e poderoso, consistente e... arrebatador!

sacana disse...

muito bom.

Sesguidores