domingo, 7 de fevereiro de 2010

Quanto mais cedo, melhor; nesse sentido fui um sortudo

Ontem no café

Eu - Então, tens escrito?
D - Nada. Eras capaz de ter razão.
Eu - Em relação ao quê?
D - Se calhar estou a precisar de me apaixonar.
Eu - Ah, uma musa... se calhar não era mau pensado não. Mas nem é preciso andares a apaixonar-te constantemente. Basta encontrares uma mulher que te parta o coração, te foda a cabeça e te deixe a vida na merda. A partir daí tens material para escrever até ao fim da vida, porque essa merda nunca desaparece.
D - ... Viva! É para já, então.

2 comentários:

F. D. P. Carvalho disse...

eu não sei se esse teu amigo tem a noção do significado das últimas palavras dele. últimas palavras, repito. tenho a certeza que uma tentativa de suicídio falhada causa menos dor e dá igualmente material para escrever.

T disse...

Ahaha. Ele disse aquilo sarcasticamente.

Mas és capaz de ter razão.

Sesguidores