quinta-feira, 15 de outubro de 2009

I'll get through

.
Morreu o pai do meu pai. E há muito a dizer sobre a família do meu lado paterno. Dizem-me que cada vez estou mais parecido com o meu pai, mas sempre me disseram que era a cara chapada do meu avô.
Tal como as feições, o temperamento parece ser algo que corre no sangue dos membros desta família. Por isso é que se deixaram todos de falar uns com os outros, suponho. Isso e inúmeros erros cometidos sem um posterior pedido de desculpa e um sentimento de orgulho tão profundo que se torna cancerígeno.
O meu avô morreu sem resolver as coisas com o meu pai. O mesmo se poderá dizer entre a minha avó, o meu tio, a minha irmã... Vamos ver durante quanto tempo se perpetuará este ciclo já antigo.

Eu vou fazer tudo para não ficar igual. Mas entretanto, estes últimos meses começam a levar a melhor de mim.

2 comentários:

Carolina disse...

*abraço*

Ana disse...

Lamento. Mesmo muito.
Força****

Sesguidores