sábado, 6 de junho de 2009

Quando me têm a mim como tio, é de admirar que sobrevivam acima dos 2 anos de idade

A brincar com a minha sobrinha, levantei-a demasiado para a pegar ao colo e ela bateu com a cabeça. Ela começou a chorar e eu a pedir-lhe desculpa.

Sobrinha - Não me podes fazer isso, que arrancas-me a cabeça! Eu depois fico com a cabeça arrancada.
Eu (rindo-me, já) - Não te arranco nada a cabeça!
Sobrinha - Arrancas sim, e eu depois fico sem cabeça!

1 comentários:

Ostronauta disse...

:o que parvalhão que és.

Sesguidores