quarta-feira, 30 de junho de 2010

Mais valia ter sido fraca

.
O Pedro Belmonte, que não me conhece de lado nenhum, pelos vistos conhece-me bem. Ver aqui.

Ainda porcima hoje não me posso enfrascar, foda-se.


Escondes a cara em palavras e rabiscos
e pouco mais do que isto te acolhe.
E por mais gente que na rua te olhe
ninguém te recolhe traços sem textos.
És infeliz por pretextos
e desistes do mundo sem fé.

Vives contigo mesmo dentro de uma caixa de música empoeirada,
de madeira velha e marcas de arranhões
das unhas que lá cravas por cada máscara.

Mascaras-te sem vida ou razões
e pedes esmola a um vazio que te preenche.

Mas és só tu contra o mundo
e este mundo não te vê.
Pedro Belmonte

It breaks

.

As minhas opiniões sobre o mundo não são as mais populares. Não tenho uma "mente aberta" para qualquer tipo esoterismo banal, tudo o que eu acho ignorante irrita-me, não me preocupo muito com o politicamente correcto e o meu sangue ferve facilmente. E embora às vezes tenha medo de falar, parece que não consigo evitá-lo - tenho sempre algo a dizer que preciso de dizer. E eu faço-me de duro mas sou muito frágil, às vezes basta olhar à minha volta para me magoar.
Queria mudar o mundo mas acho que ninguém está a ouvir.

Pensamentos Divergentes (nº158)

.
A morte molha a minha agulha
ela já não me deixa tocar
porque o som que sai de mim
não vai para nenhum lugar.

Corre secreta em desalinho
escorre pronta a me imitar
mas tudo quem eu mais quero
é quem não se me quer dar.

Coisas Que Um Gajo Coiso (nº411)

.
Sabem aquelas horas da madrugada em que ouvem um barulho algures na casa que não sabem o que é, e então revertem para um instinto de defesa primário em que ficam mais alertos e agarram na primeira coisa que têm à mão?

É claro que ninguém me invadiu a casa, mas caso o tivessem feito não sei a quem é que eu impunha respeito de boxers e a segurar um garfo sujo.

Pensamentos Divergentes (nº157)

.
A Julieta é puta sobre a Lua.
Fode os astros Julieta, fode os astros.
Tem dois olhos, cães de guarda, que rosnam de fome
(quem vive na rua precisa de alguém que o guarde)
e que roem a bondade até ao tutano.
A Julieta é amiga de si própria, o paizinho levava-a à boca
e ela agora leva também.

E se lhe derem uns trocos,
nada de mais, o que vier perdido no bolso,
pode até ser que ela sinta amor outra vez.

Anúncio

.
Pronto, já se acabaram as tiras de BD. Acontece que há vários anos que não fazia uma história neste formato e olhem, apeteceu-me. Para quem gostou: ainda bem que gostaram. Para quem não gostou, finalmente chegou ao fim e este blog volta ao habitual. Mas é possível que venha a repetir no futuro.

Wakeup (nº8) - The killer awoke before dawn

The End.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Wakeup (nº3) - And I couldn't awake from the nightmare that sucked me in and pulled me under

Oh that was so real...

Wakeup (nº2) - In my dreams I'm dying all the time

Hey!

Wakeup (nº1) - My oh my, what a wonderful day

Zip-a-dee-doo-dah, zip-a-dee-ay

Pensamentos Divergentes (nº156)

.
( )
e nos teus olhos ardiam arbustos que o teu pai quis esconder de mim,
um homem morto que só se erguia para as mulheres que eram um fim
para um propósito que só mais tarde... (a tua mãe e os seus olhos),
enquanto os dedos atravessavam a carne e eu te conhecia os folhos.

Coisas Que Um Gajo Coiso (nº410)

.
"O único sítio a que um homem pertence é entre as pernas de uma mulher que o ame."

sábado, 26 de junho de 2010

We walk out like lions short on prey

.
Mais uma noite para sair. E mais uma vez não há a MERDA de um concerto nesta MERDA de cidade.





P.S. - O R lembrou-me que até há um concerto dos Xutos em Évora por isso rectifico. Não há a MERDA de um concerto à MINHA maneira.

Foda-se! (nº 41) - As pessoas mais anti-feministas que já conheci são todas mulheres

.
Há aí um novo produto no mercado que... epá, vejam com os vossos próprios olhos.


Porque é que vocês fazem isto a vós próprias?

.

Alvorada

.
Acordou, sacudiu as estrelas do cabelo (as que restaram da noite e do veneno), e bocejou uma pequena oração para afastar os demónios - já esquecidos - que viveram nos seus sonhos. No ar, o traço em tinta diluida do gesto em direcção ao maço de tabaco e ao isqueiro, o isqueiro preferido, o isqueiro preferido da colher, a colher preferida do tal veneno.

Olhou para o seu braço marcado de cicatrizes (como uma segunda pele), cada uma por cada pessoa que alguma vez lhe dissera o quão parecida ela era com a sua mãe. Cada uma por cada elogio aos seus olhos. Cada uma por cada homem e cada uma por cada beijo que o seu pai não lhe deu.

Quando a conheci já a tinham enterrado. O coração enferrujou antes da lâmina.


sexta-feira, 25 de junho de 2010

The hell?

.
Acabei de fazer três testes online sobre alcoolismo e todos eles afirmaram que eu tenho problemas sérios com a bebida e que tenho de me ir tratar.

Em minha defesa, estava bêbebo quando preenchi os questionários.

Everything is going wrong

.
Os meus dias têm sido uma merda.

Can't stand it, I know you planned it

.


Ando a tentar perceber o porquê desta minha mania de me tentar sabotar a mim próprio. Principalmente quando se tratam de coisas que possam um dia contribuir para eu me tornar naquilo que quero.

E estou aqui a torcer os dedos para que não seja porque no fundo eu não mereço.
.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Infantil

.
Sinto como se eu quisesse ir brincar lá para fora mas tivesse de ficar em casa a fazer os TPC's.

Coisas Que Um Gajo Coiso (nº409)

Conclusão da noite:

"As mulheres são trapezistas sem rede. Porque cada passo que dão pode significar a nossa destruição."



Esta é uma das razões pelas quais bebo.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Wussy

.
Ia fazer aqui uma lista de coisas que ninguém (ou quase ninguém) sabe sobre mim mas acobardei-me.

Pode ser que fique para outra altura em que até seja um gajo mais confiante ou assim (engana-te que eu gosto).

I'm just a boy with a new haircut

.
Andei a cortar o meu próprio cabelo e agora tenho um "penteado" diferente. Fuck yeah.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Mais uma vez, estou em minoria estatística

.
"Os portugueses são dos europeus menos interessados na área da ciência e tecnologia. (...) 35 por cento dos portugueses dizem não se interessar de todo por descobertas científicas e progresso tecnológico, o quarto valor mais elevado entre os 27, atrás da Roménia, Lituânia (ambas com 37 por cento) e Bulgária (36 por cento).
"

In Público


Depois preocupamo-nos porque Portugal está tecnologicamente atrasado. Não nos interessamos por nada, não queremos saber de nada. Temos os nossos próprios problemas, os 300 canais de televisão, o Papa que vem ao país com um vestido bonito, o perigo do casamento e adopção por gays e, quem sabe, talvez um novo episódio da Anatomia de Grey.
A notícia continua e diz que apenas 14% dos portugueses se consideram "muito interessados" e 38% consideram-se "moderadamente informados". Eu, pelos vistos, pertenço a este grupo.

Por outro lado, não ligo nem percebo nada de futebol e sou incapaz de ter uma conversa sobre isso mesmo que a minha vida dependa de tal.

Estamos quites, Portugal. Ou não.


P.S. - Agradecimentos ao R que me relembrou da importância do velho de touca branca.

Mulheres Destapadas

.


A edição do Público de hoje anuncia que Espanha, da mesma forma que França, está a considerar banir a utilização da burqa. O que começou como uma proposta da extrema-direita termina por ser defendida pelos comunistas e socialistas porque "A burqa é um elemento de submissão da mulher e vai contra a igualdade".


Apesar de eu acreditar na liberdade de religião, é indiscutível que todo o colorido do islamismo subverte as mulheres e isso é incompatível com a sociedade que nós queremos criar e manter. No entanto, acho que são os princípios do misoginismo e da intolerância que temos de combater e não apenas as suas manifestações físicas. E não me convence de todo que por detrás deste movimento não exista alguma xenofobia, e enquanto algumas mulheres são realmente oprimidas há outras que podem escolher usar a burqa e deveriam ter o direito de o fazer.


É no mínimo um tema complexo que deve, realmente, ser debatido e resolvido. Entretanto, fico aqui entretido, parcialmente humorado e parcialmente entristecido, com esta ironia de em nome do feminismo regularmos o que as mulheres podem ou não vestir quando vão à rua.

Kim Yong doente

.
A selecção portuguesa (sem saber bem como, parece-me) acabou de vencer 7-0 contra a Coreia do Norte.

E a selecção da Coreia do Norte (sem saber bem como, parece-me) lá terá de encarar de novo o inferno terrestre que é a sua terra natal.

Vamos lá celebrar a nossa vitória e esquecermo-nos de onde os gajos vêm e que eles estão sempre pior que nós.

Deixaram uma mensagem para mim algures na Áustria

.

Foda-se! (nº40)

.
Um gajo que andou à escola comigo vai ser pai.

É para eu aprender a não falar às pessoas quando as encontro na rua.

domingo, 20 de junho de 2010

É oficial

.
Já não se trata de insónia. É uma completa reversão circadiana.

sábado, 19 de junho de 2010

quinta-feira, 17 de junho de 2010

We raise our glass, you bet your ass

.
Está decidido, quero ser um artista pseudo-intelectual inútil e herege, com a mania do alternativo e sem respeito nenhum pelos valores morais da sociedade, sexualmente depravado, apoiante de maricas/fufas e putas, bêbedo e drogado, mentalmente desequilibrado e sem qualquer tipo de direcção na vida.

Ah, espera...



Tarde demais, suponho.
.

Acho que até costumo ser relativamente optimista e bem-disposto

.
Mas depois há estas alturas em que o meu coração começa a boiar neste meu nojo que por vezes tenho da humanidade.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Tenho dúvidas sobre a minha competência como adulto

A minha Sobrinha estava aos pulos na minha cama, tipo trampolim

Eu - Só eu é que te deixo fazer este tipo de asneiras, não é?
Sobrinha - (acenando afirmativamente)
Eu - Pois.

Sou um artista

Experiência transcendente (a segunda de hoje)

.
Tive nas minhas mãos, hoje, a revista que publicou textos meus.

É estranho ver-me impresso.

Experiência transcendente

À hora do almoço, no café, tive uma das experiências mais bizarras da minha vida

Empregada - E para beber?
Eu - Tem boémia?
Empregada - ... (absoluto silêncio com um olhar vazio)
Eu - ...
Empregada - ... (ainda na mesma)
Eu - ... (?)
Empregada - Boémia não temos.
Eu - Uhm... então uma imperial.
Empregada - ...
Eu - ... (foda-se)
Empregada - Só temos Super Bock.
Eu - Sim sim, sem problema.
Empregada - ...
Eu - ...
Empregada - Então é uma imperial.
Eu - Sim.
Empregada - Super Bock.
Eu - Pois...
Empregada - Mais o bitoque.
Eu - Sim.
Empregada - Ok.
Eu - Obrigado (WTF?).

terça-feira, 15 de junho de 2010

Quem te quer mudar não te quer conhecer

.
"Tens as mãos do mundo para lavar. Afasta-te um pouco mais e dorme em paz que tu não tens de dar o teu sorriso assim, esgotando o teu juízo assim. Tu não tens de mudar."

Coisas Que Um Gajo Coiso (nº407)

.
Nunca sugiram seja de que forma for uma ménage à trois à vossa namorada mesmo que seja só a brincar, porque nunca é a brincar e ela sabe-o. E o diálogo subsequente raramente vale a pena de se ter.

Coisas Que Um Gajo Coiso (nº406)

.
Acho que tive uma epifania qualquer quando vi o meu pai a defecar na casa-de-banho, de porta aberta, com um prato de amendoins salgados e uma garrafa de cerveja pousados no chão, à sua frente. Mas devo tê-la reprimido.

Rabiscos em delírio de privação de sono


segunda-feira, 14 de junho de 2010

Faltavam-me é umas calças amarelas estilosas

.
A B disse-me que o gajo do meio sou eu:

Pensamentos Divergentes (nº155)

.
Quero descer do alto desta lápide em berço que me ergueram.

Quero des-ser.

Quero que o tempo voe pelas janelas fora
e migre para um nada a Sul d'Este descontentamento.
Carregue com ele a masmorra do corpo em demora,
que o leve embora o largue e se deixe perder no vento.

Quero que a minha voz seja igual à tua
e que as nossas vozes emudeçam numa voz só,
sem que sejamos novelos no fundo dos bolsos de uma mentira nua
em que os nossos esforços são esboços de uma história já avó.

Quero mais dois braços mal pintados no meu reino em noz
e o tépido conforto de um anestético cio,
porque ao nunca sermos capazes de estar sós
ainda assim o mundo é mais fácil de imaginar vazio.

Piores que empata-fodas

.
Gostava de saber como é que os meus vizinhos percebem sempre quando estou em pleno flow de criatividade literária, porque é nessas ocasiões que, invariavelmente, decidem vir-me bater à porta com alguma situação irrelevante.


P.S.
- De tal forma que, assim que comecei finalmente a recuperar o ritmo, vieram-me bater à porta outra vez. 'Dass!

Coisas Que Um Gajo Coiso (nº405)

.
Reparei que sempre que faço merda (entorno café, parto qualquer coisa, etc.) começo a assobiar musiquinhas como que para me fazer de mais inocente e inconspícuo.

Bored

.
Sou como o gajo cool deste vídeo (ou quero pensar que sou).

Isto explica muita coisa

.
"Nas universidades, três em cada quatro alunos assumem copiar nos exames e 90 por cento destes já o faziam no liceu"

In Público


Isto vai-se ligar com o que falei há alguns dias sobre a forma como avaliamos os alunos e, consequentemente, as pessoas. Se é um método tão erróneo não vejo porque não o extinguimos de uma vez por todas.

São 5:30 da manhã

.
"Onset insomnia - difficulty falling asleep at the beginning of the night, often associated with anxiety disorders"

Pensamentos Divergentes (nº154)

.
Quando acordo de manhã, levanto-me sem Deus.
Ao tomar o pequeno-almoço, não O encontro na tigela dos cereais.
Não me acompanha à porta de casa nem me recebe na rua.
Quando amo, não é Ele que ama por mim,
e nas minhas horas mais negras não é Ele que me estende a mão.

De nada me serve. Podia até nem existir.
Não daria pela sua falta.

domingo, 13 de junho de 2010

Maybe I should have mentioned that I was not built for this kind of loving

.
Ainda não consegui largar esta miúda.

Conversa Conjugal (nº38)

Isto descontextualizado soa ainda pior, por isso não vou contextualizar

Ela - Tu nunca me idolatras. Nunca mais o fizeste. Essa é a diferença.
Eu - Não? Quanto estamos na cama és o meu vitelo dourado.
Ela - ... Não percebes que estás a piorar tudo?

(...)

Ela - Tu não tens jeito nenhum para cortejar!

Coisas Que Um Gajo Coiso (nº404)

.
"(...) Isto fascina-me. É que, do ponto de vista técnico, não há nenhuma razão para que existam pessoas tão bonitas."

Se algum dia acreditar em Deus pode muito bem ser por isto.

sábado, 12 de junho de 2010

Quem não tem curso não é gente

.
Estão aí à porta os tais exames que os jornais dizem serem decisivos para a vida dos jovens. Mostram caras joviais e simpáticas, estudantes exemplares de médias de 18 e 19, mas que ainda assim saem com os amigos e se divertem - "normais" portanto, o que faz com que sejam ainda menos normais.
E tem de fazer parte da notícia uma linha que descreva a importância que as décimas têm; elas podem decidir a entrada no curso importante que estes jovens querem seguir.

Curioso como, na nossa incapacidade humana de medirmos as pessoas qualitativamente, inventámos milhares de formas de as medirmos quantitativamente. E nada mais nada menos do que até à décima.

Os números têm um valor e os valores medem-se pelos números. São a mesma coisa.

They're running around this old town

.


Se o meu coração fosse mais jovem, hoje podia-me ter apaixonado.
.

Embriagado

.
Bebo. Bebo porque apesar de as mágoas flutuarem, nunca se afogado, ainda assim, por flutuarem, dão a ilusão de pesarem menos.
Bebo porque aí a ironia que é tão minha, mas que pertence ainda mais à vida, parece não me oprimir tanto com as suas bofetadas na cara.
Bebo porque ao não ser líquido queria sê-lo. Bebo do álcool para lhe roubar alguma propriedade.
Bebo para filosofar sem que me rale com isso.
Bebo para ser infeliz sendo-o menos.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Coisas Que Um Gajo Coiso (nº403)

.
Hoje tomei duche com os meus óculos postos. Propositadamente. Porque me apeteceu experimentar algo que não fosse o habitual.

Isso, e porque estavam terrivelmente sujos.

E também porque este tipo de palermices fazem parte da minha forma de afastar a depressão.

O tempo está deprimente e eu também

.
E a minha sanidade mental já viu melhores dias.

Estou-me a sentir "out"

.


Esta noite estou frágil.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Mística eborense

.
Os loucos de rua têm o seu valor. Encontrava-me na companhia de amigos na Praça do Giraldo, embriagados pelo álcool e pelo vazio da vida, contemplando uma fonte (simbólica da nossa cidade) recentemente restaurada. Desejei nesse momento, por não encontrar, algo profundo que desse significado à presença das coisas. E a cidade, como que ouvindo as minhas preces, envia-nos na sua magnífica benevolência um daqueles perdidos da vida. Um louco, um embriagado, um perdido, que desejou na melhor das intenções partilhar connosco a sua loucura.

Entrou a matar com o seu assédio filosófico, perguntando-nos o que andamos nós a fazer cá. Despejou em nós a história convulsa da sua vida, em linhas desconexas - a sua própria existência tinha sido arrítmica. No seu delírio (talvez sem o saber) deu-nos uma chapada de realidade em 30 minutos desconversados.

Os loucos de rua têm o seu valor.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Foda-se! (nº39)

.
Pelos vistos cheguei àquela idade em que as pessoas que conheço da minha geração se começam a casar.

Take this pretty cup

.


Ok, eu admito. Ando a beber mais ultimamente.

Coisas Que Um Gajo Coiso (nº402)

.
Desde que descobri que a minha máquina de café nova faz cappuccino, bastando substituir a água por leite, que ando obcecado com o pensamento de experimentar outros líquidos (whisky, água das pedras, chocolate quente) para ver o resultado.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Nem sou de criticar muito, mas quem é que se excita com isto?

.


Não é a pior forma de levar porrada, mas é das menos dignas.
.

Foi mais ou menos assim, ontem

.


Ontem o D e o R vieram a minha casa e decidi pegar numa das garrafas herdadas do meu avô. Eu devia ter desconfiado logo quando a rolha se desfez só de tentar abrir a garrafa.

Por tédio, fiz este desenho à pressa. Agora que estou "desempregado", talvez tenha tempo para voltar a fazer mais banda desenhada, entre outras coisas.

Coisas Que Um Gajo Coiso (nº401)

.
"Parece-me que uma das razões pelas quais os adolescentes gostam de música que os pais acham barulhenta é exactamente para afastarem os pais do seu quarto."

domingo, 6 de junho de 2010

Coisas Que Um Gajo Coiso (nº400)

.
Nada melhor num Domingo à tarde, no Verão, do que fazer umas caipirinhas e ir bebendo e tocando guitarra.

sábado, 5 de junho de 2010

"Pois... estou."

Com uma miúda de 6 anos (estes catraios só me calham a mim)

Miúda - Que é essa mancha que tens aí?
Eu - É uma queimadura que eu fiz e deixou marca. E aqui tenho outra, vês?
Miúda - ... Estás todo estragado.
Eu - ...

You're not gonna make it unless you really really want to

.
É o tipo de coisas que vou ouvir na minha vida num futuro próximo. É, aliás, a única coisa de previsível no meu futuro próximo.

Sabática

.
Meteram a minha vida numa Bimby, já falamos quando eu souber o que sai de lá.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Lesbian-s?

.
Novo trailer de Scott Pilgrim e eu pareço uma miúda de 11 anos aos pulos.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Coisas Que Um Gajo Coiso (nº399)

A preparar uma bebida

"Bem, não tem o aspecto que eu desejava mas vamos ver se tem o sabor que eu desejava."

"... Vejo bebidas da mesma forma que vejo as mulheres?"

'Cause every girl is crazy 'bout a sharp dressed man

.
Uma das melhores merdas que já vi na minha vida


Este gajo é o meu herói.
.

Du musst jetzt zu ihr gehen

.
Ela volta amanhã, pelo menos temporariamente.

Sesguidores